Compartilhe:
09 jul 21
Miopia
Centro Oftalmológico de Guarapuava

O que significa Miopia?

Se você procurar o significado de miopia em um conhecido dicionário, vai encontrar a seguinte definição: miopia é um distúrbio visual em que os raios luminosos formam um foco antes da retina, o que permite ver apenas os objetos a uma pequena distância do olho; vista curta.

Ou seja, a miopia é a condição dos olhos que fazem os objetos distantes ficarem embaçados e difíceis de distinguir. Popularmente, é o problema ocular que dificulta a nossa visão para longe. Já tratamos das causas da miopia aqui mesmo nesse blog, mas de maneira geral, ela ocorre porque o olho mais alongado do que o normal faz com que os raios de luz sejam focados antes da retina. Confira a figura abaixo:

Causas da Miopia | Centro Oftalmológico de Guarapuava
Legenda da imagem: A miopia ocorre quando o olho é mais comprido do que deveria. Como resultado, os raios de luz se concentram antes da retina, e não nela. Por isso a pessoa vê os objetos próximos perfeitamente, mas não os mais distantes.

Hoje, vamos falar um pouco mais sobre a prevalência dessa deficiência visual, seus sintomas e também sobre algumas das diversas opções de tratamento disponíveis.

A miopia é a disfunção visual mais comum em pessoas abaixo dos 40 anos.

A miopia ocorre quando o foco visual se forma antes da retina, causando dificuldade para enxergar com nitidez o que está longe. De acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), entre 2020 e 2050, estima-se que a alta miopia cresça 89% no Brasil.

Durante o tempo da pandemia, houve um aumento de 39% nos atendimentos de crianças com a doença na rede pública hospitalar, de acordo com a Secretaria de Saúde de Brasília. Um estudo publicado em janeiro deste ano, no JAMA Ophthalmology, um importante jornal acadêmico com foco em Oftalmologia, investigou a relação entre o confinamento durante a pandemia e o aumento dos casos de miopia entre crianças, na China. A pesquisa, que já era realizada desde 2015, testou 123.535 crianças, com idades entre 6 e 13 anos. Notou-se uma prevalência de miopia, aproximadamente, três vezes maior em 2020, se comparado aos números dos anos anteriores, especialmente em crianças com 6, 7 e 8 anos de idade.

A conclusão dos pesquisadores é que o confinamento domiciliar pode ser apontado como o principal responsável por essa mudança substancial do número de casos de miopia em crianças. O uso de telas, como smartphones, tablets, computadores e TVs, seja para estudar ou como forma de entretenimento, aumentou consideravelmente durante este período, além da diminuição do tempo em ambientes externos, fatores que favorecem o desenvolvimento do erro de refração.

O importante é que, ao sentir qualquer desconforto visual, a pessoa procure um oftalmologista de confiança.

Um problema de refração. Vamos entender o que é isso?

A refração é o fenômeno em que um feixe de luz atravessa as diferentes estruturas do globo ocular, chegando até a retina para a formação da imagem, que será enviada ao cérebro. O erro refrativo ou vício de refração acontece quando a luz não chega com nitidez à retina, gerando imagens distorcidas ou sem foco.

O grau da miopia pode variar desde casos muito leves, para os quais sequer é necessário tratamento, até muito severos, onde a visão da pessoa é afetada de forma significativa. Até 3 graus, a miopia é considerada leve, entre 3 e 6 graus é considerada moderada e, acima de 6 graus, é considerada alta miopia.

Um problema de refração. Vamos entender o que é isso?

Os sintomas da miopia.

Desconforto nos olhos, dores de cabeça e dificuldade de focalizar objetos distantes são os sinais indicativos mais comuns da miopia. Esses sintomas podem se tornar cada vez mais evidentes na infância (entre 6 e 12 anos de idade).

É bom ficar atento aos seguintes sinais:

  • Olhos “cansados” (fadiga ocular).
  • Necessidade de semicerrar os olhos para enxergar corretamente.
  • Dificuldade em ver objetos distantes, como sinais de trânsito ou o quadro da escola.
  • Não conseguir ler os textos de placas e outdoors na rua.
  • Sentar muito perto da televisão.
  • Cansaço excessivo após dirigir ou praticar esportes que exigem muito da visão, como futebol, basquete, vôlei ou tênis.

Os tratamentos da miopia.

Óculos

Para a maioria das pessoas com miopia, os óculos são a primeira escolha para correção. Dependendo do grau de miopia, tudo que será preciso para resolver o problema é usar óculos em ocasiões específicas, como: sala de aula, TV, dirigir, entre outros.

Lentes de Contato

As lentes de contato têm a mesma função dos óculos: corrigir problemas de refração. Ou seja, se existir algum problema que impeça as imagens de serem projetadas corretamente na retina, elas são indicadas. A ideia de usar lentes corretivas diretamente nos olhos é de Leonardo da Vinci, mas somente em 1887 que as primeiras foram construídas pelo fisiologista alemão Adolf Eugen Fick. A verdade é que desde então a tecnologia evoluiu a favor da saúde dos olhos e atualmente existem modelos de lentes específicas e adaptáveis a quase todos os tipos de patologias e erros refrativos oftalmológicos.

Se você procura saber se pode usar lentes de contato, esta resposta só poderá ser dada por um oftalmologista. Mesmo quando o uso for puramente cosmético ou estético, o médico examinará seus olhos e sua fisiologia. Desta forma, ele poderá indicar o modelo correto aos seus olhos.

Cirurgia Refrativa

Cirurgia refrativa é um procedimento cirúrgico que corrige os desvios no trajeto dos raios luminosos no interior do olho. A miopia é um dos erros refrativos, junto com a hipermetropia, o astigmatismo e a presbiopia. Cada erro refrativo pede um tipo determinado de cirurgia. Para saber se você é um bom candidato à cirurgia refrativa, diversos exames serão realizados pelo oftalmologista.

Existem duas cirurgias a laser muito eficazes como opção de tratamento da miopia para adultos: PRK e Lasik. A primeira corrige miopias com menos de 8 graus e na cirurgia Lasik, de até 10 graus. É importante esclarecer que, para a realização da cirurgia, a doença deve estar estabilizada, ou seja, com o grau estacionado.

Na PRK, um laser remove uma fina camada de tecido da superfície da córnea, mudando a sua forma e reorientando a luz que entra no olho, fazendo que ela bata na retina ou mais próxima dela. Já na cirurgia LASIK, o resultado é similar, mas nesse caso o laser remove o tecido das camadas internas da córnea.

Cirurgia Refrativa | Centro Oftalmológico de Guarapuava

As cirurgias refrativas oferecem alguns benefícios significativos, representando para muitos casos, a correção definitiva da miopia. Além de apresentar resultados muito bons com baixo risco, proporcionam a possibilidade de evitar a dependência de uso de óculos.

E aí? Sobrou alguma dúvida sobre a miopia? Entre em contato com a gente! Teremos o maior prazer de esclarecer qualquer questão que você tiver relacionada a esse assunto que tanto amamos: a Oftalmologia!

Fontes: CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia)

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Marque a sua consulta •

Preencha o formulário e entraremos em contato com você.

    Fique tranquilo, não fazemos spam ;)
    Comece uma conversa

    Cadastre-se para começar uma conversa no WhatsApp

    A nossa equipe responde rapidamente de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.